subject
História, 01.05.2020 15:46 felipe0387

1)
leia o trecho a seguir:

"a rememoração pessoal situa-se na encruzilhada das malhas de solidariedades múltiplas dentro das quais estamos engajados, nada escapa à trama sincrônica da existência social atual, e é da combinação destes diversos elementos que pode emergir esta forma que chamamos de lembrança, porque a traduzimos em uma linguagem. somos arrastados em múltiplas direções, como se a lembrança fosse um ponto de referência que nos permitisse situar em meio à variação contínua dos quadros sociais e da experiência coletiva histórica".

(halbwachs, maurice. a memória coletiva. são paulo: centauro. 2004, p. 14)

sobre o conceito de memória para pensar as questões relacionadas às referências regionais, analise se as afirmativas a seguir são (v) verdadeiras ou (f) falsas:

( ) a produção histórica enquanto reflexão sobre o passado aproxima essa ciência da concepção de memória. a memória, assim como a história, não apresenta o passado tal como ele aconteceu, as lembranças do sujeito que lembra estão permeadas de suas vivências posteriores ao acontecimento rememorado.

( ) a construção/desconstrução das identidades individuais e coletivas encontra-se intimamente relacionada à memória. o indivíduo que lembra reconhece as disparidades e/ou semelhanças entre o "eu" e o "outro", e essa percepção gera reconhecimento e sentimento de pertencimento, ou o seu oposto, a não identificação com o grupo.

( ) há elementos tanto culturais, históricos e da memória que marcam nossa identidade regional, quanto conjuntamente, há elementos da cultura e da memória para o território nacional.

assinale a alternativa que apresenta a sequência correta:

alternativas:

a)
v – v – v

b)
f – f – v

c)
v – f – f

d)
v – f – v

e)
f – v – f

2)
observe, a seguir, a letra da canção " o menino da porteira":

"toda vez que eu viajava pela estrada de ouro fino / de longe eu avistava a figura de um menino / que corria abrir a porteira e depois vinha me pedindo / toque o berrante seu moço que é pra eu ficar ouvindo / quando a boiada passava e a poeira ia baixando / eu jogava uma moeda e ele saía pulando / obrigado boiadeiro, que deus vá lhe acompanhando / pra aquele sertão à fora meu berrante ia tocando / nos caminhos desta vida muitos espinhos eu encontrei / mas nenhum calou mais fundo do que isso que eu passei / na minha viagem de volta qualquer coisa eu cismei / vendo a porteira fechada o menino não avistei / apeei do meu cavalo e no ranchinho a beira chão / ví uma mulher chorando, quis saber qual a razão / - boiadeiro veio tarde, veja a cruz no estradão / quem matou o meu menino foi um boi sem coração / lá pras bandas de ouro fino levando gado selvagem / quando passo na porteira até vejo a sua imagem / o seu rangido tão triste mais parece uma mensagem / daquele rosto trigueiro desejando-me boa viagem / a cruzinha no estradão do pensamento não sai / eu já fiz um juramento que não esqueço jamais / nem que o meu gado estoure, e eu precise ir atrás / neste pedaço de chão berrante eu não toco mais."

(compositores: luiz raymundo / teddy vieira de azevedo. disponível em: acesso em: 26/07/2018.)

nesta composição o eu lírico está recontando, através de suas lembranças e de sua memória, uma das histórias de sua vida, repleta de simbolismo e de tradição cultural, com representações sociais, articulando lembranças e cultura. considerando as representações sociais, podemos afirmar que:

alternativas:

a)
as representações sociais são os comportamentos apreendidos ao longo das gerações e portanto, aparecem na canção através do relato da viagem do compositor.

b)
as representações sociais são esquecidas e deixadas de lado nesta canção, aqui o mais importante é a memória e a descrição sobre um período que já não existe mais.

c)
a canção estabelece relação entre fatos históricos e culturais que só poderiam ser compreendidos por pessoas que vivem no interior do país.

d)
a canção estabelece vínculos entre a memória do compositor com representações culturais e principalmente sociais das pessoas que vivem no interior do país. ao percorrer os caminhos da memória do compositor, envolvemo-nos em um trabalho de reconhecimento e reconstrução com imagens mentais e ideias que nos permitem caracterizar e interpretar acontecimentos e pessoas.

e)
o compositor inventa uma narrativa com base em fatos que não viveu, só ouviu falar, somente para representar uma história e que não corresponde, necessariamente, à realidade.

Respostas
Respostas: 1

Outra pergunta: História

question
História, 15.08.2019 01:06
Qual era a estratégia de jinga? qual era a estratégia de jinga?
Respostas: 1
question
História, 15.08.2019 01:02
Acaracterística marcante da região habitada pelos povos persas era: a) climas e seminário com montanhas, deserto e poucos vales férteis. b) terras muito férteis e propícias à agricultura. c) todas as alternativas anteriores estão corretas.
Respostas: 2
question
História, 15.08.2019 00:51
Realize uma pesquisa sobre a origem dos jogos olímpicos da antiguidade e explique os motivos que levaram os gregos a se reunir para disputar competições esportivas além disso informe o local das competições quais eram disputadas quem podia participar premiações etc.​
Respostas: 1
question
História, 15.08.2019 00:49
Oque deflagrou o processo revolucionário?
Respostas: 1
Você sabe a resposta certa?
1)
leia o trecho a seguir:

"a rememoração pessoal situa-se na encruzilhada das ma...
Perguntas
question
Física, 02.10.2020 14:14