subject
Português, 09.12.2020 17:40 alexandre704

LEIA O TEXTO PARA RESPONDER À QUESTÃO: O livro de Carolina Maria de Jesus, Quarto de Despejo, narra de modo fiel o cotidiano passado na favela. Em seu texto, vemos como a autora procura sobreviver como catadora de lixo na metrópole de São Paulo, tentando encontrar naquilo que alguns consideram como sobra o que a mantenha viva. Os relatos foram escritos entre 15 de julho de 1955 e 1 de janeiro de 1960. As entradas no diário são marcadas com dia, mês e ano e narram aspectos da rotina de Carolina.

Carolina Maria é mãe de três filhos e dá conta de tudo sozinha. Para conseguir alimentar e criar a família ela se desdobra trabalhando como catadora de papelão, metal, e como lavadeira. Apesar de todo o esforço, muitas vezes sente que não dá conta. Nesse contexto de frustração e extrema pobreza, é importante se sublinhar o papel da religiosidade. Diversas vezes, ao longo do livro, a fé aparece como um fator motivador e impulsionador da protagonista.

Quarto de Despejo é uma leitura dura, difícil, que expõe situações críticas de quem não teve a sorte de ter acesso a uma mínima qualidade de vida. Extremamente honesto e transparente, vemos na fala de Carolina a personificação de uma série de falas possíveis de outras mulheres que se encontram igualmente em uma situação social de abandono.

A) O livro de Carolina Maria de Jesus, Quarto de Despejo, narra de modo fiel o cotidiano passado na favela.

B) Os relatos foram escritos entre 15 de julho de 1955 e 1 de janeiro de 1960.

C) Carolina Maria é mãe de três filhos e dá conta de tudo sozinha.

2) Imagine se a frase "Leia para uma criança" tivesse um vocativo. Marque a alternativa que corresponde corretamente a ele

A) Ei, tu!
B) Ei, Vocês!
C) Ei, Você!

3) Leia o trecho da obra "Marília de Dirceu" para responder à questão

O termo "gentil pastora" é, no trecho acima
A) um aposto
B) um vocativo
C) um adjunto adnominal

A expressão "que são cor de neve" funciona como
A) um aposto
B) um vocativo
C) um adjunto adnominal

A expressão "Marília Bela" funciona como
A) um aposto
B) um vocativo
C) um adjunto adnominal


LEIA O TEXTO PARA RESPONDER À QUESTÃO:

O livro de Carolina Maria de Jesus, Quarto de Despejo, nar

Respostas
Respostas: 1

Outra pergunta: Português

question
Português, 15.08.2019 00:35
Alguém poderia me enviar um relatório do filme romeu é julieta?
Respostas: 3
question
Português, 15.08.2019 00:33
Reescreva as frases a seguir substituindo o termo destacado por um pronome obliquo. ex: menino vai fechar a janela. menino vai fechá-la a- pretendiam entregar *os jornais* antes da hora. b- eles repõem *os produtos* nas prateleiras todos os dias. c- os meninos largaram *as bicicletas* e correram. d- entregamos *a encomenda* conforme o pedido. e- fiz *os pacotes* e deixei-os sobre a mesa. f-distribuíram *os presentes* a crianças carentes. g- espero encontrar *minha amiga* na hora combinada. h- pega os pratos e põe *os pratos* no armário. por favor me ajudem, obrigadaa
Respostas: 1
question
Português, 15.08.2019 00:24
Um argumento contra o uso de animais em pesquisas científicas​
Respostas: 3
question
Português, 15.08.2019 00:00
Eu preciso de uma música atual que tenha elementos semelhantes ao do poema de gonçalves dias: seus olhos. vou colocar o poema abaixo: (obs: é urgente! ) seus olhos tão negros, tão belos, tão puros, de vivo luzir, estrelas incertas, que as águas dormentes do mar vão ferir; seus olhos tão negros, tão belos, tão puros, têm meiga expressão, mais doce que a brisa, — mais doce que o nauta de noite cantando, — mais doce que a frauta quebrando a solidão, seus olhos tão negros, tão belos, tão puros, de vivo luzir, são meigos infantes, gentis, engraçados brincando a sorrir. são meigos infantes, brincando, saltando em jogo infantil, inquietos, travessos; — causando tormento, com beijos nos pagam a dor de um momento, com modo gentil. seus olhos tão negros, tão belos, tão puros, assim é que são; às vezes luzindo, serenos, tranqüilos, às vezes vulcão! às vezes, oh! sim, derramam tão fraco, tão frouxo brilhar, que a mim me parece que o ar lhes falece, e os olhos tão meigos, que o pranto humedece me fazem chorar. assim lindo infante, que dorme tranqüilo, desperta a chorar; e mudo e sisudo, cismando mil coisas, não pensa — a pensar. nas almas tão puras da virgem, do infante, às vezes do céu cai doce harmonia duma harpa celeste, um vago desejo; e a mente se veste de pranto co'um véu. quer sejam saudades, quer sejam desejos da pátria melhor; eu amo seus olhos que choram em causa um pranto sem dor. eu amo seus olhos tão negros, tão puros, de vivo fulgor; seus olhos que exprimem tão doce harmonia, que falam de amores com tanta poesia, com tanto pudor. seus olhos tão negros, tão belos, tão puros, assim é que são; eu amo esses olhos que falam de amores com tanta paixão.
Respostas: 1
Você sabe a resposta certa?
LEIA O TEXTO PARA RESPONDER À QUESTÃO: O livro de Carolina Maria de Jesus, Quarto de Despejo, narra...
Perguntas
question
Matemática, 07.06.2020 05:04
question
Matemática, 07.06.2020 05:05
question
Matemática, 07.06.2020 05:05
question
Português, 07.06.2020 05:05