subject
Português, 14.10.2020 07:14 marinatagomori

O CORONEL E O LOBISOMEM Num repente, relembrei estar em noite de lobisomem – era sexta-feira.
Já um “estirão” era andado quando, numa roça de mandioca, adveio aquele figurão de cachorro, uma peça de vinte palmos de pêlo e raiva… Dei um pulo de cabrito e preparado estava para a guerra do lobisomem. Por descargo de consciência, do que nem carecia, chamei os santos de que sou devocioneiro:
– São Jorge, Santo Onofre, São José!
Em presença de tal apelação, mais brabento apareceu a peste. Ciscava o chão de soltar terra e macega no longe de dez braças ou mais. Era trabalho de gelar qualquer cristão que não levasse o nome de Ponciano de Azeredo Furtado. Dos olhos do lobisomem pingava labareda, em risco de contaminar de fogo o verdal adjacente. Tanta chispa largava o penitente que um caçador de paca, estando em distância de bom respeito, cuidou que o mato estivesse ardendo. Já nessa altura eu tinha pegado a segurança de uma figueira e de lá de cima, do galho mais firme aguardava a deliberação do lobisomem. Garrucha engatilhada, só pedia que o assombrado desse franquia de tiro. Sabidão, cheio de voltas e negaças, deu ele de executar macaquice que nunca cuidei que um lobisomem pudesse fazer. Aquele par de brasas espiava aqui e lá na esperança de que eu pensasse ser uma súcia deles e não uma pessoa sozinha. O que o galhofista queria é que eu, coronel de ânimo desenfreado, fosse para o barro denegrir a farda e deslustrar a patente. Sujeito especial em lobisomem como eu não ia cair em armadilha de pouco pau. No alto da figueira estava, no alto da figueira fiquei.
(JOSÉ C NDIDO DE CARVALHO. O Coronel e o Lobisomem. José Olympio, 11a. Edição, Rio de Janeiro)

2. O tempo (momento em que transcorre a ação) e o espaço (local onde ocorre a ação) estão adequados ao fato narrado? Justifique.
3. Em que pessoa é narrado o texto? Quem é o narrador?
4. Pode-se afirmar que o lobisomem é esperto? Justifique sua resposta com elementos do texto.
5. Aponte uma passagem do texto que indica que o coronel sentiu medo do lobisomem.
6. Quais nomes o narrador emprega para designar o lobisomem?
7. Indique passagens do texto que revelam a fúria do lobisomem.
8. Na frase: “Sujeito especial” em lobisomem como eu, não ia cair em “armadilha de pouco pau””, qual o sentido das expressões em destaque?
9. Pode-se afirmar que o coronel é vaidoso? Justifique sua resposta com elementos do texto.
10. Aponte duas características do ambiente sociocultural em que se desenrola a ação.

Respostas
Respostas: 2

Outra pergunta: Português

question
Português, 15.08.2019 00:09
A)no lançamento de dois dados qual a probabilidade de sair dois números pares? ​
Respostas: 3
question
Português, 15.08.2019 05:15
Onde se passa o conto - nao chore papai? por favor me !
Respostas: 3
question
Português, 15.08.2019 05:03
Texto de dissertação política brasileira
Respostas: 2
question
Português, 15.08.2019 04:59
Como geralmente o corpo dos molucos é dividido
Respostas: 1
Você sabe a resposta certa?
O CORONEL E O LOBISOMEM Num repente, relembrei estar em noite de lobisomem – era sexta-feira.
...
Perguntas