subject
Português, 24.11.2019 18:20 ClaudioOliveraAluna

Pessoal, preciso de uma resenha sobre o livro pequeno príncipe , mais não retirada da internet

Respostas
Respostas: 3

Outra pergunta: Português

question
Português, 15.08.2019 01:00
Você aprendeu que crônica é um texto curto que apresenta a visão pessoal do cronista sobre um fato escolhido no noticiário do jornal ou cotidiano de onde o cronista carlos eduardo novaes extraiu material para escreve sua crônica "a informação veste hoje o homem de amanhã
Respostas: 1
question
Português, 15.08.2019 00:30
Uma lingua sempre apresenta variações,uma vez que pode ser influenciada por varios fatores que pode influencia-la, está relacionado ao lugar de nascimento, grau de contato com a cultura e circulo social. estamos destacando o fator: a) tempo b)indivíduo c) espaço d)vida e)pessoal
Respostas: 1
question
Português, 15.08.2019 04:53
Lugar repleto de maravilhas? 10 letras. é uma cruzadinha, me ajudem por favoor galera ❤
Respostas: 1
question
Português, 15.08.2019 04:06
Desde que se relatos acerca da história humana, o homem procura entender tudo que o cerca, numa ótica de busca por um conhecimento ainda maior. o conhecimento acerca de si mesmo. a filosofia procura ilustrar que a necessidade humana de conhecer todas as coisas é oriunda do fato de que o homem é, naturalmente, curioso. no entanto, a mesma filosofia é clarissima em citar que não é só a curiosidade uma forte tendência da natureza humana cita, ela, outra: o desejo pela eternidade. a junção dessas duas caracteristicas: daria, mais tarde, origem a própria atitude filosófica e, consequentemente, a própria ciència. entretanto, o hábito de a tudo classificar, com o passar do tempo, deixou de ser mera curiosidade, para assumir o posto de classificação do correto, do certo, na visão do interesse social vigente na época. a eleição do correto, do que segue o padrão, consequentemente, indica o marginal, o que foge do tal padrão. em resumo, o que inicialmente era mera curiosidade, passa a ser mola para o nascimento do preconceito e da incompreensão sobre o que é diferente do comumente observado, do que o senso comum acha normal, logo de algo a ser temido, algo a ser não aceito. se era natural do ser humano a tudo procurar conhecer e passar para outras gerações esta noção de conhecimento, através de uma classificacão. o tempo fez com que estas classificações seguissem um padrão de normal e anormal - só sabemos claramente o que é algo, se a este algo pudermos contrapor outro algo, na máxima socrática e platônica da dialética. porém, se se classifica algo em normal e anormal, há de se imaginar um crivo, um "homem médio". justamente é nessa noção de "homem médio" que reside o problema do preconceito: quanto mais próximo do homem médio, mais normal, quanto mais afastado, maior o nível de marginalização, dai o preconceito. porque, a classificação do homem médio é feita pela própria sociedade, e a cada ciclo social, e a cada sociedade, surge um interesse, sendo este interesse o forjador do tal "homem médio. logo, o que não interessa ao ciclo social, ou àquela sociedade, é, simplesmente algo a ser varrido para baixo do tapete.. na mesma esteira, ou seja, na mesma linha argumentativa, a história humana é repleta de ciclos de marginalização social, tantos ciclos quanto classificações acerca do normal, tantos ciclos quanto definições acerca do que são os homens. um exemplo ilustrativo era a punição infringida a quem não se adequava aos moldes católicos medievais, ou mesmo as punições sociais impostas àqueles sujeitos que, numa cultura capitalista severa, não produzem riqueza ou não a compram, para gerar riqueza, ou mesmo o fetichismo pelos corpos dóceis dos adolescentes, classificando a juventude como genuina e transviada. são estes os exemplos mais clássicos na cultura ocidental acerca da dos danos de uma classificação entre o normal e o anormal, tendo como base um homem médio de interesse social. algo que, por si só, ilustra o todo aqui proposto. em tom conclusivo, não resta dúvida do dano que a classificação entre certo e errado pode causar ao chamado bem viver em sociedade, mesmo levando em consideração a natural inclinação humana para o julgamento e formação de padrões. uma solução de grande valia para esta mesma sociedade que julga, é a educação como mola propulsora da destruição da crença de que o diferente é necessariamente o mal, até pelo fato, como exposto, de que a visão do que é diferente irá variar de cultura para cultura, de tempos em tempos e segundo os próprios interesses sociais. sendo assim, a educação nesta seara fará nascer a máxima da aceitacão pelo diferente: processo de busca pela equidade, eliminação natural da visão taxativa de certo ou errado, que, no fundo, como toda visão radical, somente e portadora de regresso, ignorancia e maldade, visão de favorecimento de alguns em natural desfavor de outro.
Respostas: 3
Você sabe a resposta certa?
Pessoal, preciso de uma resenha sobre o livro pequeno príncipe , mais não retirada da internet...
Perguntas
question
Matemática, 13.05.2020 00:43
question
Biologia, 13.05.2020 00:43
question
Português, 13.05.2020 00:43
question
Matemática, 13.05.2020 00:43